segunda-feira, 23 de novembro de 2009

crescendos de BRAHAMS...SCHUMANN...

Deixei-o entregue
no fulgor de um dia então passado
silenciosamente...entreaberto
um abraço perfumado
a olor de rosas... Damascenas...
sobre as notas de um piano emudecido
onde só tuas mãos escusas...podiam
voltar apenas...tomando asas
se feriam já
alma regressada á calidez
de Brahms ...Schumann...
ao canto de ave azul
que tornou... da exule penitência
a morar no solar da Fisga

...Quem se enlevou...o diga...

Dedicado a Fernandinha Salema e Família
a MENINA da Quinta da Fisga

Sem comentários:

Enviar um comentário