domingo, 5 de dezembro de 2010

fronteiras da Luz...quase quase vida

                                                                                                                          Foto: VascoRibeiro
... se o voo
entardecesse
partir devagar
no sussurro despedido
das folhas
no fio da luz onde
pousam as gaivotas
o avistassemos
para além
do que morre
dentro
acreditando
no todo que ainda
nos vive
talvez
sobrasse paisagem
p´ra sonhar
o Homem que nos embala
o sonho
encapelado


2 comentários:

  1. Helena
    Fico contente por me teres escolhido para ilustrar tão lindo poema.
    Beijo
    Vasco

    ResponderEliminar